domingo, 22 de novembro de 2009

ENTREVISTA

O senhor Avelino Silva é investigador criminal e gosta do trabalho que faz, porque é um trabalho muito movimentado. Antes, ele trabalhava na Brigada de Trânsito, mas não gostava passar multas.



O senhor estudou na escola da GNR em Portalegre. Mais tarde, foi para Lisboa tirar um curso de 7 semanas para ser investigador criminal. Teve como professor o criminalista Moita Flores.
Como investigador criminal trabalha em equipa e não tem horário fixo, porque nunca sabe o que vai acontecer. Não usa farda, anda à civil, para as pessoas não saberem que ele anda a investigar um crime.
No local do crime, ele procura pistas, como por exemplo, beatas, pegadas, cuspo, pedaços de tecido, cartuchos e impressões digitais.



O Senhor GNR diz que recebe pouco ordenado para os perigos que enfrenta que no seu dia-a-dia.


Hugo José nº2 8ªD
20/11/2009

terça-feira, 17 de novembro de 2009

ENTREVISTA A UM INVESTIGADOR CRIMINAL




O senhor Avelino silva é investigador criminal e gosta do trabalho que faz porque é um trabalho muito movimentado em que nunca sabe o que vai fazer a seguir.
Antes, ele trabalhava na brigada de trânsito e não gostava de passar multas.
O senhor tirou o curso de GNR na escola da GNR em Portalegre ao lado da Escola de S.lourenço. Depois tirou um curso de 7 semanas em Lisboa para ser investigador criminal. o seu professor foi o criminalista Moita Flores que investigou o caso da Maddie.
No seu dia-a-dia o senhor trabalha em equipa e não tem horário fixo.
Durante o dia não usa farda; anda à civil para as pessoas não saberem que ele anda a investigar um crime.
No local do crime, ele procura pistas, coisas no chão, cabelos, beatas, cuspo, pegadas, pedaços de tecido, cartuchos, impressões, digitais.

ANA FILIPA AFONSO

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Nuno Escapa à Gripe A


Área-Projecto-6ºG

Na disciplina de Área-Projecto fizemos por escrito o resumo do livro O Nuno escapa a gripe A.
Depois, imprimimos e fizemos um livro. Tivemos a cortar, e organizar porque estava tudo baralhado.
A seguir, na segunda-feira, fomos à Escola da Praceta ler a história e nossa interprete Ana Luisa traduziu em Língua Gestual Portuguesa à turma de surdos de 1º ciclo.
Demos uma ficha a cada um dos meninos e eu ajudei o Rodrigo para ele responder às perguntas. Depois acabámos as fichas e fomos todos embora.

Eu adorei muito
Foi muito bonito


Maria Eduarda Possante - 6ºG

Livro adaptado em Área-Projecto pela Liliana e pela Eduarda


Área-Projecto 6ºG

video